Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE
FALSE
TRUE
latest

Publicidade

70 mil cinemas são fechados na China por conta do coronavírus

Número representa quase todos os cinemas do país Segundo informações do The Hollywood Reporter , a China precisou fechar cerca de 70 ...

Número representa quase todos os cinemas do país

Coronavírus - China 2020

Segundo informações do The Hollywood Reporter, a China precisou fechar cerca de 70 mil cinemas, número que representa quase todos os cinemas do país. Além da preocupação sanitária, há também de cunho econômico, pois há uma estimativa de que as medidas reduzam o faturamento da bilheteria mundial entre US$ 1 bilhão e US$ 2 bilhões.

O coronavírus chegou num período indesejado pelas entidades de controle de doenças: o ano novo chinês, que é comemorado em 25 de janeiro, e leva milhões de pessoas a se espalharem pelo país, o que facilita a transmissão do vírus. Além disso, a época também é visada pela indústria cinematográfica, sendo propícia para o lançamento de filmes.

Mas os problemas não atingiram somente a indústria internacional. Filmes produzidos na China enfrentam problemas de lançamento, já que o governo do país só permite que estes filmes sejam lançados no exterior quando já tiverem estreado em território nacional, o que levou distribuidoras como a Huanxi Media a estrearem produções em serviços de streaming, desagradando companhias de cinema, que prometeram retaliação em futuros lançamentos e ainda exigiram do governo medidas para impedir esse tipo de lançamento.

As estimativas de arrecadação de bilheteria entre janeiro e fevereiro é praticamente zero. Os cinemas que conseguiram continuar abertos entre 24 e 26 de janeiro totalizaram juntos US$ 2 milhões, bem longe dos US$ 507 milhões nos três primeiros dias de férias do ano passado.

Sucessos como Jojo Rabbit, Adoráveis Mulheres, História de Um Casamento e 1917, que estavam previstos para estrearem em entre 12 e 28 fevereiro, agora estão ameaçados de serem adiados. A programação cinematográfica na China só voltará ao normal quando a epidemia for de fato controlada.

Publicidade